Arquivo de março de 2018

Segurança Alimentar: a importância dos cuidados na produção de refeições e alimentos

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Muito se fala da importância dos cuidados com a higiene e a manipulação dos alimentos, das técnicas de preparo, da temperatura que garanta que o alimento não seja contaminado por bactérias e fungos, do armazenamento correto, entre outros aspectos fundamentais para evitar contaminação e possíveis DTA’s – Doenças Transmitidas por Alimentos.

A produção de alimentos é demasiada complexa, pode ser uma questão de vida ou morte, se bem monitorada pode significar saúde e bem-estar ou ao menor deslize no controle higiênico-sanitário pode incorrer até em morte.

Segurança Alimentar, qual a origem?

A expressão segurança alimentar apareceu pela primeira vez, após o término da 1ª Guerra Mundial. Foi notado que um país poderia controlar o outro, se tivesse controle sobre o seu fornecimento de alimentos. Era uma estratégia importante, principalmente quando aplicada pelo país mais forte em relação aquele com menor potencial, do ponto de vista militar e incapaz de gerar alimentos suficientes para alimentar sua população. Logo este termo “segurança alimentar” é de fato um conceito de origem militar. Era um quesito de segurança nacional, pois cada país deveria ser autossuficiente ou ter estoques estratégicos de alimentos.

No Brasil, a segurança alimentar e nutricional significa garantir, a todos, alimentos básicos de qualidade, em quantidades suficientes, de modo permanente, e sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, com base em práticas alimentares saudáveis, contribuindo assim para uma existência digna, em um contexto de desenvolvimento integral da pessoa humana.

A partir daí, surge a percepção que além da disponibilidade dos alimentos, é preciso que todos os povos tenham acesso aos alimentos, item fundamental para a segurança alimentar. Claro que são listados outros fatores que geram insegurança alimentar, como as situações de guerra e desestruturação da capacidade de produção, ou situações de bloqueios econômicos, sofrida normalmente por países que não aceitam as imposições das grandes potências mundiais, ou em situações de catástrofes naturais em que a agricultura dos países atingidos é parcial ou totalmente impactada.

Cuidando da integridade e sanidade dos alimentos

Do ponto de vista da produção de refeições nos restaurantes, nas produções da panificação, confeitarias, patisserie, enfim, da manipulação como um todo de alimentos, vários são os aspectos legais e de ordem técnica que asseguram que os alimentos sejam próprios para o consumo e não cause surpresas desagradáveis à saúde.

O primeiro passo é ter no local de produção e cumprir o que está definido no Manual de Boas Práticas (MBP) e os Pop´s (Procedimentos Operacionais Padronizados). Neles estão descritos como produzir alimentos seguros para o consumo.

Há também planilhas de monitoramento de temperaturas de equipamentos, alimentos prontos e em preparação e muitas outras que acompanham os POP´s ou o MBP que devem ser seguidas. Além de ter um responsável que oriente e faça um fluxograma das diversas preparações para que não haja contaminação cruzada entre os diversos pratos e/ou produtos que a empresa produz e comercializa.

A importância dos 3 TTT – tempo, técnica e temperatura

Tempo, temperatura e técnicas de preparo são essenciais para um alimento ser considerado seguro para o consumo humano. Por isso é fundamental monitorar, planilhar e tomar ações corretivas em tempo hábil para que o erro se não torne um problema de saúde pública (doença transmitida por alimentos – DTA). Temos alguns parâmetros para tempo e temperatura, porém com as novas técnicas de preparo, isso vem mudando. Em linhas gerais, uma preparação quente deve estar acima de 60º C e a fria até 10º C. Quando o alimento está exposto (por exemplo, restaurantes que tenham o serviço self service ou alimentos deixados na cozinha em banho-maria para serem servidos mais tarde, ou conforme demanda), devem apresentar as seguintes temperaturas:

Alimentos quentes:

 v Em temperaturas superiores a 60º C, por no máximo 6 horas;

v Em temperatura abaixo de 60º C, por no máximo 1 hora.

Alimentos frios:

v Até 10º C, por no máximo 4 horas;
v Entre 10º C e 21º C por no máximo 2 horas. Exceto preparações com carnes cruas e pescados.
v Os alimentos preparados e prontos para o consumo em distribuição ou espera, que contenham carne ou pescado crus, devem ser mantidos em exposição por no máximo 2 horas a 5º C.

CRESCE A CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS EM SEGURANÇA ALIMENTAR

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Com a fiscalização cada vez mais rigorosa e clientes mais exigentes, empresas especializadas em segurança alimentar tem crescido… Com a fiscalização cada vez mais rigorosa e clientes mais exigentes, empresas especializadas em segurança alimentar tem crescido… Com a fiscalização cada vez mais rigorosa e clientes mais exigentes, empresas especializadas em segurança alimentar tem crescido… Com a fiscalização cada vez mais rigorosa e clientes mais exigentes, empresas especializadas em segurança alimentar tem crescido… Com a fiscalização cada vez mais rigorosa e clientes mais exigentes, empresas especializadas em segurança alimentar tem crescido…

EQUIPAMENTO USADO, ECONOMIA NÃO INTELIGENTE

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção. Ao procurar equipamentos de segundaq mão com você pode estar comprometendo a qualidade da sua produção.

FUNCIONÁRIOS TERÃO INCENTIVO PARA CURSOS TÉCNICOS

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

SENAC dispinibiiza a partir de maio ainda deste ano, cursos para qualificaçnao profissiional nas áreas de manipulação de … SENAC dispinibiiza a partir de maio ainda deste ano, cursos para qualificaçnao profissiional nas áreas de manipulação de … SENAC dispinibiiza a partir de maio ainda deste ano, cursos para qualificaçnao profissiional nas áreas de manipulação de … SENAC dispinibiiza a partir de maio ainda deste ano, cursos para qualificaçnao profissiional nas áreas de manipulação de …

GOVERNO FEDERAL REDUZ TAXAS

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Como parte do plano de recuperação econômica do País, o Governo federal reduz em até 18% as taxas anuais para bares, restaurantes e hoteis. Como parte do plano de recuperação econômica do País, o Governo federal reduz em até 18% as taxas anuais para bares, restaurantes e hoteis. Como parte do plano de recuperação econômica do País, o Governo federal reduz em até 18% as taxas anuais para bares, restaurantes e hoteis. Como parte do plano de recuperação econômica do País, o Governo federal reduz em até 18% as taxas anuais para bares, restaurantes e hoteis.

ABERTURA DE RESTAURANTES MAIS BUROCRÁTICA

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Governo do estado dificulta vida de empresários ao aumentar exigências para novas empresas. Governo do estado dificulta vida de empresários ao aumentar exigências para novas empresas. Governo do estado dificulta vida de empresários ao aumentar exigências para novas empresas. Governo do estado dificulta vida de empresários ao aumentar exigências para novas empresas.

ANVISA COM MAIS RIGOR NA FISCALIZAÇÃO

Postado por attento em 18/mar/2018 - Sem Comentários

Publicado no diário oficial desta terça-feira 01.03.17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) Publicado no diário oficial desta terça-feira 01.03.17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) Publicado no diário oficial desta terça-feira 01.03.17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) Publicado no diário oficial desta terça-feira 01.03.17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)